11 de novembro de 2015

Certa tarde, enquanto trabalhava, observando a movimentação na loja e perdida em meio ao que tínhamos ao nosso alcance para fazer, um cliente bem jovem pegava alguns livros na sessão infantil e sentava-se na poltrona para folheá-los. O que o chamou atenção foram alguns livros de colorir que podiam ser pendurados na maçaneta da porta, com um "Não Entre" bem grande escrito na capa. Intrigado, cutucou sua irmã e disse:

- Todos esses livros dizem "não entre" mas, é possível, de fato, entrar em um livro?

Naquele momento, sem conter meu riso, finalmente entendi, através de uma indagação tão inocente, que livros são portas abertas que podemos adentrar. Mas para isso, é preciso ainda ser um pouco criança: com curiosidade de saber, e coragem para tentar. 

Tenho um amigo que sempre me diz: "trabalhas com as duas melhores coisas: livros e pessoas". Sempre que penso e concordo com isso, sinto-me uma artista, pois trabalho tão somente com bens imateriais.

Quando questionam-me sobre best sellers e livros mais vendidos, sinto pela valorização do que é banal, como em tudo em nossa sociedade capitalista, onde infelizmente muito tem preço e pouco tem valor. Mas acredito no bom leitor. Como assim? Ora, eu explico, o escritor só precisa de uma história para contar e um bom editor, já o leitor precisa estar disposto e apto para compreender o texto e julga-lo conforme seu parecer.

Temos o mal hábito na leitura - que inclusive passamos às crianças - de ler livros sem questioná-los. Livros não foram feitos para serem engolidos, e sim degustados. Uma leitura nunca será prejudicial quando entendermos que não existem verdades ou mentiras, e sim ideias apenas. 

Por isso, acredito que não exista livro tão ruim que um bom leitor não possa aprender pelo menos uma lição. Acredito que não exista leitura tão banal que não possa nos levar a uma leitura essencial. O segredo é ser criança. É ser curioso.

O livro não é uma coisa que você compra, lê e deixa no canto. O livro é um manifesto, uma intervenção, e você é o critico que irá manuseá-lo, mesmo que por entretenimento. Mesmo que eu seja responsável pelo que meu leitor irá compreender, nem sempre serei capaz de convencê-lo, mas acredito que o maior intuito de qualquer escritor não é escrever bonitinho, tampouco ser persuasivo, mas ser capaz de projetar seu mundo em outro mundo. Sua visão, suas ideias, sua mente, na mente do outro. Notabilizar as diferenças.

E de repente, você não entendia como era estar em qualquer situação, mas você leu uma história e colocou-se no lugar de cada personagem. E você aprendeu. E você entendeu. E você não julgou. E isso te ajudou a ser melhor. Por isso, sim, digo: por favor, abra sua mente e entre no livro!

"Bons amigos
são livros
Abertos ou fechados
Estão sempre
ao nosso lado
E quando
nos desesperamos
com a solidão
Lá vão eles
nos mostrar
Que se fechar em si
Pode ser o inicio
da imensidão." - Antonio Rogério Cazzali

O que achou?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias: ,

5 comentários:

  1. " Livros não foram feitos para serem engolidos, e sim degustados."
    essa frase me deixou tao feliz.. nao sei, conheço muitos leitores, mas poucos que realmente degustam um livro e o criticam, nao como uma forma negativa mas sim, para pensar de fato o que estava sendo transmitido nele. Deve ser uma honra trabalhar com livros, sinto uma pitada de inveja em você. Achei incrível sua colocação e sei lá.. me senti bem lendo sua visão. Feliz.

    † Inocentemente Ingênua †† Inocentemente Ingênua †

    ResponderExcluir
  2. Suzana... É por saber que há pessoas que como vc entendem um livro que existem os escritores.
    GK

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da sua visão sobre os livros, Suzana. As vezes é difícil de entender o objetivo dos livros, que podem ser muitos, mas é principalmente para serem questionados e trazerem o ato da filosofia pra todos os leitores, independente do tema tratado no livro. Acho que reflexão é sempre o mais importante ao começar e durante uma leitura.

    Beijo!
    www.meianoiteequinze.com.br
    www.youtube.com/ferzucolotto

    ResponderExcluir
  4. Se a gente mergulhar na leitura com certeza podemos entrar no livro também, Suzana beijos.

    ResponderExcluir
  5. Se dá pra viajar em livros, claro que dá pra entrar neles, até porque os livros parecem estar escrevendo nossas vidas e nossas aventuras com outras palavras e criatividade! Copiando o comentário do Gugu acima "É por saber que há pessoas que como vc entendem um livro que existem os escritores." e concerteza já vejo uma grande escritora dentro de você ♥

    visite meu blog: http://fazendoamodamoderna.blogspot.com.br/

    Beijos grande escritora ♥

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, será muito bem vinda!

Caso tenha alguma duvida, pergunte, e volte no post que logo será respondido.

Os comentários não aparecem aqui assim que você comenta, todos os comentários são moderados, e podem demorar um pouco para aparecem na página.

ATENÇÃO BLOGUEIROS: Evite spam, não deixe mais de um link na sua postagem, ao contrário ela não será aceita. Eu retribuo COMENTÁRIOS DECENTES. :)