10 de dezembro de 2014


A minha verdade querido, nua e crua, era que eu realmente gostava de você, mas só me toquei quando você virou as costas pra mim e disse que entre nós amor nunca existiu. Eu me toquei que eu te amava quando me vi trancada no quarto, que nem fazia quando tinha 13 anos, chorando por alguém que me deixou, chorando que nem uma criancinha.

A sua verdade machucou mais que a minha: você se tocou que não gostava mais de mim, assim, depois que me deixou. Quando eu pedi desculpas acreditando que faríamos as pazes como sempre aconteceu, porque entre nós amor sempre existiu. Você estava seguindo sua vida normalmente e se tocou que não sentiu minha falta.

Agora, querido, eu me toquei que não precisa doer tanto assim, quando sento no ônibus e admiro os homens bonitos comparando todos com você, imaginando eles todos morrendo de amores por mim, mas agora, eu me sinto como uma criança de 13 anos, não sou uma mulher como gostaria de ser, não sou o tipo de pessoa que consegue seguir em frente depois da rejeição. E isso dói um pouquinho, porque a vida não é como a gente quer. Sigo precisando muito encontrar um jeito de chamar sua atenção, mesmo me sentindo pequena e incapaz.

Eu também me toquei que eu não preciso de ninguém que me traga chocolates, ou flores, ou presentes. Tudo isso eu posso fazer e ando fazendo por mim mesma. Mas ainda não consigo me fazer rir como você fazia. E quando penso nesses momentos de alegria, eu sinto uma falta que eu posso estar enganada se é realmente amor. Mas ninguém nesse mundo é interessante, e eu não posso chorar porque ninguém vai realmente querer secar alguma lágrima. Nem você quis.

Percebi que não sou interessante para mim mesma, apesar de sempre tentar ser para todos os outros. Apesar de sempre conseguir me satisfazer e me sentir bem, tudo é incomparável a alegria que vivi ao seu lado. É essa a verdade, que você não consegue mais entender. Eu vivo procurando uma forma de consertar as coisas, mas sei que talvez só o tempo faça isso por mim.

As verdades também machucam.

O que achou?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias:

9 comentários:

  1. Muito bom como sempre, Su! A verdade é bem dificil mesmo e, sim, muitas vezes machuca.


    Beijinhos
    Nath // Fashion Jacket
    www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  2. A verdade é sempre bom saber como ela é, mesmo que sejam verdades que machucam, Suzana lindo texto beijos.
    Blog /Fan Page / TSU/

    ResponderExcluir
  3. Oi Su

    A sdd é um sentimento traiçoeiro, ela chega vai ficando e qdo a gente percebe ta abraçada com a gente.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Esse ultimo paragrafo mais me tocou, eu sinto isso as vezes, principalmente quando vejo pessoas falando que queriam ter caracteristicas minhas. Não, pera! Como assim? A vista de fora é bem melhor.
    Enfim, é o mal de hoje em dia, tudo fica mascarado de verdade mas quando a verdade realmente se mostra, machuca.

    ResponderExcluir
  5. Pois é, as verdades às vezes machucam, mas esse sofrimento é necessário para que possamos crescer.

    obs: mudei o link do blog: aguardandoocamaleao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Texto maravilhoso
    Curta e siga o meu canal
    https://www.youtube.com/user/NekitaReis

    ResponderExcluir
  7. Muito bom seu texto, gostei!!!
    Beijos
    janamakesesmaltesecia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. O incômodo não é em si a solidão, mas o quanto ela em nós mesmos nos faz ter a atenção.
    GK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo ! Obrigada a todos pelos consolos =)

      Excluir

Deixe sua opinião, será muito bem vinda!

Caso tenha alguma duvida, pergunte, e volte no post que logo será respondido.

Os comentários não aparecem aqui assim que você comenta, todos os comentários são moderados, e podem demorar um pouco para aparecem na página.

ATENÇÃO BLOGUEIROS: Evite spam, não deixe mais de um link na sua postagem, ao contrário ela não será aceita. Eu retribuo COMENTÁRIOS DECENTES. :)