16 de julho de 2014

A família de imigrantes na São Paulo do século 20


Zélia Gattai


Autora: Zélia Gattai | Editora: Record (edição 29) | N° de pág: 425

Sinopse: "Um dia Zélia Gattai resolveu escrever uma história de sua infância, e escreveu a história de sua infância. Lembranças de uma infância e uma adolescência ricas de acontecimentos, narrando o cotidiano das famílias dos imigrantes daquela época, em São Paulo. A vida que decorre, os pequenos incidentes, os grandes eventos, as dificuldades, a luta, os ideais, os sonhos, a indomável coragem de uma gente sofrida... Para o seu antigo fã-clube foi, a um tempo, a alegria da descoberta de como aquele universo podia se transformar em obra literária e a perda da exclusividade. Mas valeu a pena. Valeu também para a multidão de seus leitores, que a acompanha. Admiradores apaixonados incondicionais: é o que o mistério de Zélia é a capacidade de, num gesto ou numa frase, colocar a sua alma e, assim chegar direto aos corações." (fonte)

Um relato simples e envolvente.


Quando achei o livro perdido entre tantos outros na estante da biblioteca da escola, dei uma primeira olhada, tirei minhas impressões, apontei para um colega "olha que legal", o sinal bateu e deixamos o livro lá. No outro dia assim que sai para o intervalo fui busca-lo, pois não conseguia parar de pensar o quanto queria ler aquele livro! Como comecei a leitura esperando saber mais sobre os Anarquistas e finalmente entender como agem e como são, o livro foi uma completa surpresa para mim! Pois esperava me deparar com um relato com o mínimo de política e não foi exatamente isso que encontrei. Foram coisas muitos melhores.

Descobri que Zélia Gattai é esposa do autor Jorge Amado, grande Jorge Amado! Claro que já a admirei desde então. Ele que deu a ideia de escrever esse lindo relato. E então descobrimos o primeiro livro de Zélia com tamanho talento para escrita, com uma narrativa própria e envolvente. Ela se desprende de tudo o que esperamos dela e conta com propriedade sua infância na São Paulo do século 20, como imigrante italiana, entre tantas outras famílias imigrantes. A narrativa vai desde a paixão de seu pai pelos automóveis, quanto a ida ao cinema, à praia de Santos, o crescimento da família, entre outras coisas simples e de valor imensurável para uma vida. Sem excluir as perdas, os desastres, os imprevistos... De quebra, aprendi um pouquinho de como era a sociedade na época, o suficiente para me deixar curiosa.

E se você acha que vai se entediar pelas mais de 400 páginas de um relato tão simples, você está enganado. Pelo menos eu me enganei. E percebi isso desde a primeira página, quando já não queria parar de ler e a leitura fluiu muito bem. Zélia é envolvente. Ela escreve coisas tão simples como se elas fossem grandes e nos faz acreditar nisso. Foi uma leitura deliciosa, conseguir enxergar o Brasil do século 20 através dos passos de uma garota que está entrando na adolescência... Da forma mais natural (e real!) possível.

Resenha


Nota: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ / 5 - | Leitura fácil


Uma curiosidade: Esse livro já virou mini série na Globo, 5 anos depois de sua publicação, em 1984.

O que achou?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias:

20 comentários:

  1. É uma história linda dos anarquistas, livros eles ajudam muito a pessoa a conhecer como era a história do nosso país,Suzana beijos.
    Blog /Fan Page / Twitter /

    ResponderExcluir
  2. Nunca ouvi falar dele, mas eu adorava esses achados na biblioteca da escola! Um beijo, Na Mesma Frequência

    ResponderExcluir
  3. Eu que adoro biografias, adorei a sinopse e a sua resenha do livro! Principalmente por conhecer o Brasil do século 20 e as coisas simples que fazem da vida o que ela é! :D
    Legal ter uma mini série do livro! :D

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. O q dzer?? Sou um devorador de livros e este devorei com muiiiito prazer, bommmmme dxo pra guria beijinhos e beijinhossssssssssss

    ResponderExcluir
  5. Ai eu adoro quando me surpreendo assim com livros, acho interessante pegar livros e me deparar com coisas inimagináveis, um livro que foi assim pra mim foi "O diário de Zlata" que também encontrei em uma biblioteca da escola. Gostei muito da sua resenha, e fiquei curiosa sobre a vida da esposa de Jorge Amado, afinal quem não ama Capitães da Areia?

    vestindo-ideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou procurar por esse que você citou! =)
      Como não gostar dos livros do Jorge Amado? Eles formam um belo casal rs

      Excluir
  6. amoooo história :D

    Muito obrigada por comentar no meu blog!
    Sempre que atualizar me deixe um recado no meu blog!

    Instagram: @re_becah

    Canal do YT: youtube.com/blogdareh

    Fanpage: facebook.com/blogdareh

    Beeeijooos da Reh,

    www.blogdareh.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ainda nao conhecia esse livro, gostei da estilo da historia, parece vem interessante. Beijos :**

    ResponderExcluir
  8. Como é bom viajar através da leitura, não?
    GK

    ResponderExcluir
  9. GENTE, deve ser muito legal. Achei bem envolvente, quero procurar pra ler!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  10. Eu adoro quando a leitura flui assim tão bem e fica leve, fiquei com vontade de ler esse, a história parece ser incrível.
    Beijos

    http://diadespa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oiii Lindona :)
    Isso de ver um livro e achar que não vou me interessar e depois de ler as primeiras páginas ficar envolvida com a história, sempre acontece comigo!!!!
    O livro parece ser ótimo mesmo viu, vou ver se retomo minhas leituras, estou muito parada=/
    Um grande beijo <3

    www.garotaurbana.com.br

    ResponderExcluir
  12. Acho que eu vivi em alguma dessas época pq eu amo ler livros mais antigos, eu me transporto para a história com uma imensidade que eu me assusto quando volto pra realidade.
    A história do livro já me encantou por contar de um cotidiano hiper diferente.
    beijão
    http://chooreiglitter.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho essa impressão Karina! É incrivel como me envolvo com a história.

      Excluir
  13. Ainda não conhecia este livro! Ler sempre faz bem!! absolutafashionista.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Nossa que demais! Adorei a história! o livro deve ser sensacional!
    beeejo
    https://beautystopblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  15. Que legal, adorei. E confesso que pelo título e sinopse eu também achei que fosse algo que remetesse muito a política.
    Achei interessante, ainda mais porque praticamente todas as nossas famílias no passado eram imigrantes.
    Minha avó materna veio da Itália e meu avô paterno veio da Espanha, mas não sei nada sobre o passado deles.
    De uma certa forma é engraçado, porque (pelo menos na minha cabeça) é difícil imaginar que nessa época eles se divertiam, passeavam, iam a praia rs
    Beijo no bolso! ♡
    Tô Barata, mas tô na moda! | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito engraçado né? Eu também meio que pensava assim. Também tenho ancestrais imigrantes.

      Excluir

Deixe sua opinião, será muito bem vinda!

Caso tenha alguma duvida, pergunte, e volte no post que logo será respondido.

Os comentários não aparecem aqui assim que você comenta, todos os comentários são moderados, e podem demorar um pouco para aparecem na página.

ATENÇÃO BLOGUEIROS: Evite spam, não deixe mais de um link na sua postagem, ao contrário ela não será aceita. Eu retribuo COMENTÁRIOS DECENTES. :)