27 de maio de 2013


Ser mulher é complicado. Quando nasci me vestiram de rosa e me deram bonecas, aos 10 anos eu precisei conhecer a dor de aparar os pelos da sobrancelhas e mais tarde estava lá eu puxando e fritando meus cabelos na temperatura máxima da chapinha. Um pouquinho só depois meu pai já reclamava do dinheiro que me preocupei em gastar para hidrata-los, além dos novos sapatos, agora com saltos cada vez maiores e minha recente coleção de esmaltes. Realmente foi tudo muito rápido. Mas acho que o que mais o arrancou os cabelos foi minha primeira paixonite. Estranho que até pouco eu não me incomodava tanto com tudo isso, mas parece que meus cabelos já não estavam tão lisos e minhas roupas precisavam ser cada vez mais ajustadas e menores.

Essa é a fase mais difícil para qualquer uma de nós. Quando não sabemos quem somos. Quando precisamos mesmo estragar o cabelo, encher a cara de espinhas por não saber tirar a maquiagem e de quebra emagrecer alguns quilinhos aqui e ali. Como se não bastasse as amigas cada vez mais interessadas em namorados e corpos "avantajados". Com 10 anos eu queria voltar da escola gritando minha liberdade e chegar em casa e assistir a TV Cultura. Talvez os sete monstrinhos ou um programa de "pré-adolescentes". Amizades eram do tipo não importa o que você faz ou como se veste, somos amigos. Eu não pensava nisso na época mas era assim.

Quando não fazemos ideia de como ser popular ou possuir uma identidade "diferente", acabamos mesmo sendo influenciados muito mais facilmente. E quer saber? A vida é isso mesmo. É uma loucura. Se eu sou o que sou hoje é porque precisei me estragar muito. Acreditei muito cegamente para aprender a valorizar o que é real. E eu precisei ser imatura pra ter uma certa maturidade. Tudo bem que eu me sentia presa, mas agora me sinto mais livre do que muitos que estão "supostamente". Bom, cada um tem um caminho diferente, e aprendemos de maneiras diferentes. Hoje acredito em mim e prefiro acreditar que todos chegarão ao seu lugar, no lugar certo. Todos aprendemos, na maioria das vezes de maneiras erradas, e quebramos a cara, e definimos quem somos muito superficialmente, poderia ser mais profundo se nos interessássemos a procurar. Mas esse buraco de vazio é o que preenche a gente. Uma ilusão às vezes pode fazer bem. E eu não vou declarar minhas verdades como universais. Mas é normal que algumas coisas incomodem. 

Enfim. Por mais feminista que uma mulher possa se impor, por mais rigorosa que queira ser, não existe uma que nunca chorou. Homens também, né? Sem essa de que pessoas fortes não choram. Discordo totalmente. Acho que as pessoas mais fortes são as que choram, pois essas sabem e aguentam o peso de uma lágrima e mais que isso: conhecem o valor de um sorriso. Digamos que com a gente é mais difícil. Acho essa descoberta do "eu" muito mais importante para uma mulher. E é uma responsabilidade e tanto. Seus pais cobram muito, todos notam. Mas que dá uma revolta... Dá. Sabe por que? Porque as pessoas não sabem valorizar isso. Do mais novo ao velho, digo por mim, é difícil deixar de lado o orgulho e reconhecer o esforço de uma mãe, ouvir o conselho de uma vó... Sabe porque digo isso? Somos todas mulheres, deveríamos nos apoiar mais ao invés de cobrar o peso na média, de invejar o sapato novo e criticar a maquiagem. Poxa! Você não sabe o quanto é difícil?

Tudo bem que tem sempre aquela que a gente olha e pensa: "Essa acaba com a integridade da nossa raça!". Mas que raça? Somos o braço frágil mais inteligente e mais ágil da espécie humana. Nós que lutamos por direitos, que damos vida às gerações e aprendemos desde pequenas a cuidar de bebês (antes de sabermos como se faz e com quem!). Pode soar ridículo, né? Mas quer saber? Ser mulher é uma droga. Mas também acho que cada uma foi projetada de modo forte o suficiente para suportar tanta coisa de uma vez só, podendo atender a tantos detalhes. O que seria de um jardim sem o nosso toque? Da casa? Da roupa perfumada? Independentemente de você interpretar de maneira machista ou feminista esse texto, dane-se. Não me importa. Apenas quero um mundo onde mulheres ajudem mais umas as outras ao invés de cobrar tanto. Quero que chorem menos por quem não as merecem, mas independente disso, chorem também quando tiverem vontade. Que se joguem, que se guardem. Que coloquem shorts curtos ou vestido longo até o pé. Tanto faz, apenas faça por você. 

Esqueça, ignore um pouco as pessoas ao redor. Inclusive e, principalmente, quem não te trata com devido valor e respeito. Não acho que ninguém precisa de "olhares". Vamos olhar mais para dentro de nós. ^-^

O que achou?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias: ,

44 comentários:

  1. É difícil ser mulher. Mas ultimamente anda dificil ser tudo viu: é dificil ser mulher, é dificil ser gay, é dificil ser de direta, é dificil ser de esquerda, é dificil ser 'diferente', é dificil ser 'igual'. O mundo anda muito chato e as pessoas muito 'julgadoras'.

    Beijos!
    Nathália • Fashion Jacket
    www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  2. belo texto
    http://nacaoesmaltada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Menina, você tem quinze anos, jura? Achei que você tivesse mais. =) Legal o seu texto. ;)

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  4. Que texto incrível, eu amei
    E sou daquelas que tem a auto estima lá em baixo, e me deixo levar por criticas sabe? super chato isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cara, muda! Sério, não deixe qualquer critica te abalar, não vale a pena :)

      Excluir
  5. Su, que lindo texto. E não se incomode, todos choram. Há aqueles que preferem fazer-se de durões (eu) e não se permitem chorar, mas no fundo, chora.

    Beijos, Romário.
    www.naomeentendamal.com.br

    ResponderExcluir
  6. Muito bom seu texto. Gostei.
    Também acho que choramos bastante e sofremos mais, no começo você não se conforma mas depois que as coisas vão se ajeitando e vamos encontrando nosso verdadeiro e feliz eu, as coisas começam a fazer sentido e ai você nota como tudo valeu a pena, cada lágrima.
    Muito bom, realmente :)
    Tem post novo no blog. Dessa vez um texto meu :) Beijos
    neversaynever-believe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Menina adorei o texto!
    Muito incentivador! Muito bom! :)

    Beijos
    macaaverdee.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. A maturidade chega mesmo quando você aprende que chorar é necessário, limpa a alma e faz bem! Belíssimo texto!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Uma palavra para descrever esse texto: Lindo. Amei cada palavra dele e simplesmente estou apaixonada pela sua forma de escrever Suzana! Incrível, sério. *-*

    Nós mulheres somos fortes e choronas. Nós aprendemos com o tempo, caindo e levantando de cabeça erguida. Existe aquelas que são mais dependentes e aquelas outras que não. Aquelas que demonstram sentimentos até num sorriso e aquelas outras que não. Tão diferentes e tão incríveis. Somos todas iguais. Cabelo, maquiagem é o de menos. Também acho que deveríamos nos unir mais e parar de querer sempre ser melhor do que a outra.

    Bela mensagem!

    Beijos,
    Monique Premazzi.

    ResponderExcluir
  10. Uma reflexão ótima que nos faz pensar em muitos pontos diferentes9mas convergentes). Afinal, quem somos nós? O que define nossa formação, personalidade, esse eu único que existe em cada ser humano?

    Somos o resultado de vivências, erros e acertos, influências, imaginação...

    Temos um potencial perfeitamente gigantesco, podemos explorar muitas possibilidades. Mas concordo com a união, no fundo somos todas mulheres, impossível não termos pontos convergentes.

    E unir é ser presente, solícito, admirar, respeitar cada mulher como um universo infinito.

    abraços!

    http://princessandfashion.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. Nossa!!! Que texto lindo ein? Adorei flor =) beeijos

    http://www.modafemininaporju.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Suzana. Eu simplesmente amei o texto. Bem a minha realidade!!!
    Compartilhei no meu face.

    Ahhh... te indiquei em um selinho no meu blog: http://dudanamoda.blogspot.com.br/2013/05/selinho-entrevista.html

    Beijos Duda
    http://dudanamoda.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Uma bela postagem, inteligente e realmente interessante analizar os processos de desenvolvimento da pessoa, o tio Castanha parabeniza vc pela propriedae pessoal escrita em cada linha, pra vc menina bjos, bjos e bjosssssssssssss

    ResponderExcluir
  14. Uma bela postagem, inteligente e realmente interessante analizar os processos de desenvolvimento da pessoa, o tio Castanha parabeniza vc pela propriedae pessoal escrita em cada linha, pra vc menina bjos, bjos e bjosssssssssssss

    ResponderExcluir
  15. Tudo é questão de se valorizar. Mas infelizmente vivemos assim, somos vítimas e ao mesmo tempo culpadas pelo sistema, enquanto não fizermos nada, as coisas vão continuar como estão.

    PS-Suzana, infelizmente não to conseguindo acessar o face aqui em casa, até meu pai concertar o PC, não vou poder postar aqui no seu blog, mas peço que não me tire como colaboradora... Pode perceber que já estou ausente no face por mais de um mês, acho que é vírus ou sei lá o quê, mas você já tá avisada... Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem Liz! Pode deixar, estarei aguardando sua volta! :D

      Excluir
  16. realmente nascer mulher não é fácil viu!
    mas como vc disse, o importante é se valorizar e não esperar que os outros façam isso por vc!
    beijos

    ResponderExcluir
  17. Obrigada ♥.♥

    Adorei o texto, sou uma das pessoas mais choronas que eu conheço! Haha >.<

    Instagram: ferdallan
    http://www.leferblog.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá Suzana, que texto lindo.. adorei muito! Não sei expressar muito bem meu comentário, mas foi algo que me tocou no coração, me identifico muito, pois afinal o mundo é de todos e todas. Eu compartilhei na fanpage do meu blog, espero que não se importes. Afinal, quero que todos vejam, é lindo! G+1.. s2

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=613632815322775&set=a.579709018715155.1073741826.579696718716385&type=1

    ResponderExcluir
  19. Suzana,
    Sou extremamente sensível. Choro até em comercial de margarina.
    Big Beijos
    Lulu
    http://luluonthesky.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Mulher apesar de ser tratada como sexo frágil, se esquecem que podemos ser fortes quando necessitamos, e frágeis quando necessitamos! E eu concordo devemos fazer as coisas pensando em nós, não devendo nos importar com olhares de reprovação, apenas nos auto estimar! E Boa sorte no ENEM!

    meninasapeca-ms.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Nossa que texto liiiindo! Eu me vi completamente aí! A gente vive em um mundo em que não podemos ser diferente.. Temos que ter um padrão: magrinha com peito e bunda, cabelo lindo e bem hidratado. E o pior é que as pessoas não se valorizam como deveriam, querem sempre agradar aos outros

    Beijinhos, Garota Inocente

    ResponderExcluir
  22. Acho que ignorar é a chave, ficar chorando por atenção ou sei la de outras pessoas nao faz nada bem
    bjs
    www.izabellagrimaldi.com

    ResponderExcluir
  23. Concordo com você, amei o texto.
    Isso de olharmos mais para dentro
    de nós é bem legal, gostei dessa.
    http://plumasepaets.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Muito bom!

    Beijos
    www.ingridlemos.com.br

    ResponderExcluir
  25. Selinho pra vc lá no blog.
    bjos.

    http://as-coisas-mais-doces.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Nossaaaa amei o texto!!! "Tanto faz, apenas faça por você" Primeiro nos valorizamos e depois seremos valorizadas!
    Obrigada pela visita no blog!
    Bjs e volte sempre!
    Bel Carvalho
    http://bybelcarvalho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Concordo plenamente, desde pequenas de certa forma somos bastante cobradas, julgadas :/ Adorei seu texto, ficou ótimo demais!
    www.espacegirl.com

    ResponderExcluir
  28. Adorei, as vezes queremos muito ser igual até perceber quão vantajoso é ser diferente
    beijos

    ResponderExcluir
  29. Tudo isso que você falou é fato. Valorizar-se está em primeiro lugar e o fato de mudar nunca te levara a nada, devemos nos amar primeiro, e acho que essa é a base para termos um dia mais ''nosso''.

    XOXO o//
    jovenclube(.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  30. É... Quando chegamos a uma certa idade, as coisas começam a mudar, e o que parecia ser tão legal, se torna o maior "saco" de sua vida. Concordo contigo quando diz que os fortes são os que choram, na verdade, concordo com a sua ideia: todos deveríamos nos ajudar, e não ficar se preocupando com o que a sociedade quer que seja. Posso falar por mim que, quando se cresce(pelo menos os meninos), se não tem namorada, já fica aquela coisa de "já está na hora", e isso estressa bastante, mas nem tudo são rosas....

    Te entendo, apesar de não ser uma menina, mas eu sei como é, ou melhor, como são, esses conflitos que passamos...

    Abraços amiga...
    R. B. Matoso'

    ResponderExcluir
  31. Concordo com você, temos que nos valorizar mesmo! Adorei seu blog, é lindo e charmoso, e esse texto ? Foi você que escreveu ? está ótimo, se quiser ter ele ou outros textos publicado no meu blog é só enviar o texto via e-mail para: taynaerose@hotmail.com. Estou seguindo seu blog, beijos.]

    Segui: http://pstayna.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim eu que escrevi :) Obrigada pelo convite e comentário! ^-^

      Excluir
  32. Adorei o texto, ser mulher é complicado, mas belo ao mesmo tempo.

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Sobre seu texto:

    Gostei muito sobre o posicionamento, acho que não é fácil ser humano, mas não ser "um humano", mas "ser um humano" de verdade, acho que temos que parar com alguns discursos prontos que vem se repetindo como verdades universais e repensar no que realmente é importante e o que simplesmente "não é problema seu!" Haha!

    Continue escrevendo assim menina! :P

    Abraços

    PedrodeAmolar

    ResponderExcluir
  34. nossa muito interessante! amei seu blog beijinho <3

    ResponderExcluir
  35. Desde que o mundo é mundo, as pessoas tornaram o "ser mulher" mais dificil do que "ser homem". Sempre vivemos em uma cultura universalmente machista, onde a mulher é vista como "o mal" rs que ideologia mais deficiente. Ser mulher é uma das melhores coisas do universo, todos e todas deveriam reconhecer isso.

    Ótimo texto :)

    Beijo!

    ~

    fairieswboots.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei seu comentário Thamy!

      Obrigada a todos pelos comentários! :)

      Excluir

Deixe sua opinião, será muito bem vinda!

Caso tenha alguma duvida, pergunte, e volte no post que logo será respondido.

Os comentários não aparecem aqui assim que você comenta, todos os comentários são moderados, e podem demorar um pouco para aparecem na página.

ATENÇÃO BLOGUEIROS: Evite spam, não deixe mais de um link na sua postagem, ao contrário ela não será aceita. Eu retribuo COMENTÁRIOS DECENTES. :)