6 de julho de 2015


Férias para mim sempre foi sinônimo de relaxar a cabeça, se divertir, e começar a pensar se estou cumprindo com tudo o que planejei no ano novo. É um momento de dar um "stop" e pensar um pouco no que estou fazendo com minha vida.

Para relaxar da melhor forma possível, nada mais legal do que voltar um pouco no tempo e lembrar dos sites que faziam minhas tardes tão divertidas e importantes! Que tal matarmos a saudade um pouco? ♥

Dolls foi um dos meus sites favoritos durante anos. Sempre vestia as bonequinhas e imaginava uma história para cada uma delas enquanto ia vestindo. Esse site era o mais completo entre todos quando "vestir bonecas" estava no auge, tanto que ele existe até hoje e conta com uma equipe e um blog. Lembro também de quando eles publicavam web novelas com as bonecas e eu adorava ler os quadrinhos! Eram muito criativos e divertidos.



Neopets também foi um site que me viciou quando eu tinha 11 e 12 anos. Lembro minha idade pois, lá as contas eram separadas por idade e, quanto mais velho você fosse, mais liberdade tinha no site, podendo entrar em contato com outras contas e etc. O mais legal é que a gente jogava com o intuito de juntar "neomoedas" para usa-las como quiséssemos, podíamos comprar brinquedos, comidinhas, viajar pelo "neomundo" com nossos bichinhos, ou então fazer como eu: juntas todas as moedas no "neobank" e deixar o pet no hotel para não ter que ficar cuidando. rs

Para me divertir ainda mais, descobri um site recentemente com uma variedade enorme de jogos para meninas, tanto os novos quanto os mais antigos, todos bem organizados por categorias, capazes de prender por horas. O Poki é perfeito para chamar a irmã, a sobrinha ou até mesmo as amigas e divertir! Eu lembro bem o quanto eu amava os jogos das Meninas Super Poderosas, tenho saudades até hoje. Adorava também montar Barbie ou trabalhar em lanchonetes. Eram meus jogos prediletos! E o que falar dos novos jogos com Hora da Aventura, por exemplo? Posso até dizer que eles não estão decepcionando!

Quem ai se sentiu tentado a jogar um pouquinho também? Fica a dica! :D

1 de julho de 2015

Uma comedia e um dia inesquecíveis.


O convite para assistir a peça veio com bastante antecedência, de um leitor assíduo do Adolecentro e blogueiro amigo: Gugu Keller. Fiquei super empolgada, porém minha vida tão corrida estava atropelando a todos meus compromissos, e foi preciso mais de um convite e muita paciência de meu amigo, que graças a tudo isso eu consegui finalmente me organizar para, quase no ultimo dia de apresentação, finalmente assistir e agradecer imensamente por não ter perdido essa!

A peça estava em cartaz no Teatro Folha, que fica dentro do Shopping Pátio Higienópolis. Eu ainda não conhecia o shopping, e como o evento aconteceria a noite, chamei uma amiga (a Dayane) e fui, direto do trabalho, junto aos meus pais até o local. Ao chegarmos lá, sinceramente, tivemos um choque: o lugar é maravilhoso, muito agradável e digamos também que "muito chique".

Fui até a bilheteria do Teatro e pedi pelos ingressos, e ao me direcionar até a entrada das salas, ouvimos alguém chamando "Suzana". Tomei um susto na hora, e quando olhei, lá estava o Gugu Keller! Na hora fiquei muuuito feliz, por tamanha consideração e por poder conhece-lo pessoalmente. Minha mãe costuma dizer que acha que "a maioria dos escritores são tímidos" e conosco essa regra foi real... Para quem não sabe, Gugu Keller é autor de 7 livros e 4 peças, entre elas a que estávamos prestes a assistir.


Sinopse: "O que pode acontecer quando um respeitável pai de família, por puro fetiche, leva para casa uma amante absolutamente inusitada? E quando, pior ainda, um ladrão aparece na hora errada e a ambos prende no banheiro da residência?. E se, para completar a confusão, no desenrolar da história descobre-se que a amante é nada menos do que uma parente bastante próxima da mulher traída, um parente a quem ela sempre escondeu do marido justamente pelo inusitado do seu jeito de ser? Hilariante e cheia de suspense, a surpreendente e movimentada comédia apresenta uma sequência de cenas onde, quanto mais parece que tudo vai se resolver, mais tudo se complica."

A Banheira é uma comédia que rende muitas risadas do começo ao fim: desde do começo você só consegue se perguntar "aonde isso vai dar?" mas logo acaba esquecendo quando começa a rir sem parar e não quer mais que a peça acabe. É possível acompanhar o desenvolvimento da mesma sem ficar perdido, e aos poucos vamos compreendendo, até prevendo os fatos. Os atores foram incríveis e cativantes, transformando os dramas e dilemas de cada personagem totalmente compreensíveis e envolventes.

É interessante também destacar que a peça ironiza as relações superficiais, onde é mais importante as aparências e não os interesses de cada um. Enquanto o marido era extremamente homofóbico, como a sociedade pedia, a esposa escondia um parente a quem amava por medo de acabar com seu casamento... E todos esforços estavam sendo inúteis, pois a união estava se desvencilhando pelo próprio tempo que, uma hora ou outra, traria à tona toda realidade.

Ainda não tive a oportunidade de assistir muitas peças, mas A Banheira com certeza se tornou inesquecível, tanto pelo enredo e autores incríveis, pelas risadas e descontração que nos tirou, e também por toda atenção de Gugu Keller, em assistir a peça conosco e receber nosso "feedback". Fiquei com muita vontade de assistir novamente e levar todos os meus amigos para assistirem também.

Indico a todos que puderem, a peça agora está em cartaz no Teatro Amil (Campinas), estréia dia 3 de Julho até 2 de Agosto; Sextas e Sábados, às 21h; Domingos, às 19.

Depois de muitas risadas e uma pipoca gigante, tomamos um sorvete e passeamos um pouco pelo shopping. Infelizmente as livrarias já estavam fechadas quando fomos conhece-las, mas elas podem ficar para próxima.

Eu adoraria estender esse post e contar mais o quanto esse dia foi divertido e especial, mas acho que vocês já entenderam rsrs Nem sempre é fácil manter um blog, mas são momentos e amizades como essas que fazem tudo valer a pena. Muito grata, Gugu Keller, pelo convite! 

Inclusive, para quem quiser conhece-lo melhor, visite seu blog clicando aqui.

28 de junho de 2015

FÉRIAS! Tem palavra que te deixa mais ansioso e calmo ao mesmo tempo? Sim! Finalmente estou de férias da faculdade e vou conseguir por em dia todo sono que não dormi, todos posts que não fiz e todos os livros que não li! Ou pelo menos boa parte deles. Mas... O que importa no post de hoje é o seguinte: DE HOJE NÃO PASSA! Eu precisava fazer esse resumo da "semana" há muitas semanas, então decidi fazer um resumo completo com tudo de bom que aconteceu desde a ultima vez que fiz um resumo desse (acho que faz tempo, ein!) e aconteceu muita coisa louca boa!

Na livraria, trabalhei muito no dia das mães e dia dos namorados, mas tirando essas datas os dias foram tranquilos. Chegaram também incontáveis livros novos que vai ser até dificil fazer post pra mostrar tudo de bom que eu encontrei por lá. A primeira foto é um pedaço da decoração de Dia dos Namorados (penduramos corações por todos os lados ♥), já a segunda é uma selfie no meio do serviço (calma! Foi em um dia que tivemos um problema na eletricidade e tivemos que fechar as portas rs), a terceira é meu momento de descanso depois que a livraria fecha... Sento ali mesmo no chão e fico sem vontade de ir embora... E por fim a estante que reformamos com contact para colocar a coleção de Diário de um Banana, ficou muito fofa.

Na facul, o semestre passou voando! Foi muita correria, mas também muita diversão e aprendizado. Meu curso é muito agradável, nossa sala é muito comunicativa e as matérias requerem muitas ideias e criatividade, ou seja, quanto mais tranquilos estivermos, melhor! Na primeira foto, a galera toda reunida depois de uma incrível palestra na aula de Marketing Direto. A segunda foto (junto ao professor de Marketing de Serviços) fomos apoiar o trabalho de conclusão de módulo da turma de Mkt que está no segundo semestre, eles organizaram um show muito divertido! A terceira sou eu toda animada saindo da livraria pra correr pro eniac (pra não atrasar rs). E a ultima tiramos no ônibus depois de apresentar nossa Campanha Publicitária para a banca examinadora... Ufa! Deu tudo certo!

Também estive na Feira do Estudante, na Bienal - Parque do Ibirapuera. Meu pai, pra quem não sabe, está no terceiro semestre de Engenharia Elétrica e apresentou seu trabalho da facul por lá (que era desenvolver um carrinho). Dei uma volta nos stands, tinha muita coisa legal e eu já fui pesquisando o que vou seguir ano que vem. No stand do Guia do Estudante comprei um mangá da Alice (e uma revista para estudar redação, porém não fotografei) ♥, na terceira foto, perto do serviço uma loja de esmaltes decidiu queimar o estoque vendendo qualquer esmalte por 1 real! Resultado: Comprei quase 30 vidrinhos e valeu muito a pena! ♥ A ultima foto é o andamento do livro que estou escrevendo junto à Jhully Inácio. Faltam poucas páginas para enviarmos o original para a editora e torcer para tudo dar certo :)

E assim eu saio todos os dias: sorrindo! E assim chego também em todos os lugares por onde passo. Sempre estampando meu melhor sorriso para sempre acreditar que adoro tudo que faço e que tenho muito amor e gratidão por tudo na vida! Mesmo com sono ou preguiça não se pode perder o foco e a determinação nunca! :)

Espero que tenham gostado desse resumo! Ainda tenho muita coisa pra contar, porém destaco uma das mais mais legais que não vou contar agora mas essa semana vai ter um post só pra isso. #fiquemcuriosos.
Boa semana a todos! 

Me siga no Instagram

21 de junho de 2015


Às vezes a gente encontra alguém. Ou alguém te encontra também.

Alguém que tem no olhar toda dor digerida, mas que pisca, lacrimeja e sorri de novo. E sorri para você. O sorriso é a poesia que eu não pude escrever. Mas alguém te entrega um mundo (ou seria mais que isso?), através de um olhar, um sorriso. Alguém que te encara, e você sente que o mundo mudou. Algo no mundo mudou e alcançou o seu coração. Você enxerga através dos olhos dessa pessoa um mundo que talvez, quem sabe, você caiba, com todos seus defeitos e desfeitos.

E a rotação da terra mudou. Seus pés não estão mais no chão. Você não é nem capaz de imaginar como isso pôde acontecer. Mas de alguma forma, simples, clara e honesta, você sabe que é tudo o que quer. Estar ao lado de alguém que te procura. E que você estava lá, quando ela foi ao seu encontro, e você sorriu, e ela sorriu e os corações se abraçaram.

Encontrar alguém está além de enxergar um rosto bonito no ônibus. Além de encarar alguém na rua. Quando se encontra, você percebe, sua cabeça vira por impulso e você guarda a primeira vez que a viu. Quando a vê de novo você não espera, mas há uma atmosfera no ar que todos sentem, que faz tudo acalmar e sorrir. E finalmente você sente-se nervoso, quer encontra-la de novo, o tempo passa arrastado, e cada dia um quadro vai se colorindo, a vida vai se transformando.

Quando alguém te encontrar faça o favor de não fugir. Faça questão de permitir que os encontros sejam únicos, sejam belos. Aproveite o momento que o coração se abre. Não importa o que virá depois. Se virá colo, se tem aconchego, se tem despedida, se tem atraso ou partida. Sinta o coração calejado novamente florescer e lembre-se como é continuar vivo. Como ainda é bom sorrir por isso.

Teu encontro
Cantou no meu canto
Uma canção
Soou tão baixinho
Tão nosso
Tão bom!
Me encontrar
Numa canção de gosto doce
Tocou no meu pranto, naquela solidão
Soou tão bem!
Não sabia eu, nem você
Que eu te procurava também.