22 de maio de 2016

"A vida anuncia que renuncia a morte."



Na sexta do dia 13 de Maio, estive com minhas primas no show de comemoração do novo álbum da banda O Teatro Mágico, que acompanho há alguns anos. Mesmo sendo sexta-feira, e sabendo que trabalharia o dia seguinte em horário normal, não pude perder a oportunidade de ver de perto a magia e a poesia da arte final do grupo, feito de brinde. Na verdade, foram dois shows em uma noite: primeiro, Nando Reis se apresentou com sua banda, em um show completo de rock com uma pegada country mais pesada, um clima muto bom. E bem mais tarde começou nossa atração principal: O Teatro Mágico!!


O show começou com a música "O Anjo mais Velho", com muito amor e animação. E ao longo da apresentação eles intercalaram músicas antigas com as do novo cd Allehop. O novo álbum está com batidas dançantes e menos rock pesado, mas com a mesma essência nas letras marcantes e poéticas. Senti um pouco de falta de riqueza de detalhes em todo o figurino e na decoração do ambiente, pois tinha muita expectativa quanto à isso. Mas durante o show o vocalista falou sobre política, golpe, homofobia e amor. A performance das dançarinas refletiu muito liberdade, livre expressão, revelar-se, e ser você mesmo da forma que é, sendo feliz assim. O que no final compensou a falta de elementos muito visuais e que pouco acrescentariam à essa mensagem tão simples e bela de compreendermos.

"Em briga, sorrimos para nossos adversários para confundi-los. Lembre-nos: A briga tem hora para acabar, mas a luta é para a vida inteira"


Foi uma noite divertida, mas dois shows na mesma noite acabou cansando um pouco a galera, fazendo com que muitos fossem embora, ou se afastando do palco no final, até porque já era por volta de 4h da manhã (imagina para quem como eu trabalharia ainda sábado kkk). Mas o show acabou com o vocalista nos dizendo "que vocês saiam emanando amor!". E assim espero que tenhamos feito. Pois não há nada mais puro que um coração que emana amor no dia-a-dia.

"Viva a tua maneira
Não perca a estribeira
Saiba do teu valor
E amanheça brilhando mais forte
Que a estrela do norte
Que a noite entregou!"

17 de maio de 2016

- "Você pode até sorrir, mas no final vai chorar"



Não tenho fé em política. Por isso estou sempre à escuta. E quando me dei por conta, estavam todos vidrados na tv assistindo a uma votação. "Será que o Brasil joga hoje?" - pensei. Não era futebol. As pessoas estavam assistindo politica, e como se não bastasse darmos conta de quem são esses deputados, conhecemos também suas famílias e suas religiões, até seus melhores amigos, tudo, tudo. Menos suas ideias. Vocês sabem, as ideias estão nas propagandas... O trabalho, se é que haja trabalho, é sempre por interesses próprios: família, cachorro, papagaio e Papai do Céu.

Eu sinto vontade de chorar, quando vocês dizem que o "povo está mais esperto". A gritaria, a palhaçada, a briga, a vaia... O circo estava montado. Nada mais eletrizante para um bom brasileiro, que com a crise assolando o país, e uma perda inesquecível em campo, carecia de algo para torcer, para vibrar.

Certa manhã me levantei e ouvi pessoas dizendo: "ganhamos!". E fiquei me perguntando: Ganhamos o que?

De que lado nós estamos? Eu sou mulher, trabalho 8 horas por dia e fui vitima de um sistema educacional falido. Mas quando olho para nosso novo atual governo, eu vejo homens, ricos, com as mãos mais macias que minhas próprias, cabelo mais penteado que o meu. E eu não nasci filha deles, nem neta. Quem me dá voz? Quem me representa? São corruptos que gritam contra corrupção, atores atuando o roteiro que criaram para calar-nos.

Talvez o governo de Temer melhore a economia. O governo de Hitler foi muito bem aceito por também tirar a Alemanha de dificuldades financeiras. "- Mas pera aí, você quer compará-lo com nazistas?". Eu apenas quero ressaltar a fragilidade de um povo em crise. A fome e a necessidade deixa o povo miserável, não só de alimento, mas de ideias. E assim eles entopem nossa mente com o que lhe convém, e seremos obrigados a aceitar.

Quero pedir a todos que não aceitem! Não acreditem que um golpe sujo, que um sorrisinho de canto da boca, é a solução do nosso Brasil. Esse é o mesmo que clamar guerra por paz. A verdade é que elegemos palhaços e ladrões, imprimindo nosso retrato deprimente ao redor do mundo, depois vamos às ruas reclamar que nos tratam como bobos em um país pobre e violento. Apenas não acreditem na atuação deles. 

Eu vou comemorar quando gritarmos todos juntos: "Encontramos!". Eu não me importo de qual lado você está. No fundo não quero que estejam errados. Pois se as coisas piorarem, todos nós perdemos, como sempre estivemos no negativo. Existem apenas dois caminhos. O certo e o errado. Coloque-se à escuta. Coloque-se no lugar do negro que sofre racismo. Coloque-se no lugar do gay que sofre homofobia. Coloque-se no lugar da mulher que é estrupada por ter que voltar do serviço tarde. Coloque-se no lugar dessa gente que não tem educação, que não tem saúde, que não tem emprego. Olhe para nossa Natureza. Só então me responda: O que é justiça? O que é ser humano? Encontre a resposta, encontre a paz, encontre nossa democracia perdida.

Em frente: Política não se torce, se discute! Se você acredita em mudança: Mude primeiro.

25 de abril de 2016


A intimidade é um segredo que guardamos para nós mesmos, até chegar alguém que desvende tudo sem você nem precisar falar. Antes de tudo, é preciso conhecer-se, e só então conhecer o outro. Conhecer-se para saber que somos humanos, que não somos perfeitos, para então aceitar o amor da forma imperfeita como ele é. Essa imperfeição é talvez uma metade de laranja meio azeda que faltava em nós. Aquela pitada de sal que realça o sabor do açúcar.

Eu ouvi muito dizer sobre o amor, e afirmo que ele é mais que "andar de mãos dadas na rua" e intimidade é mais que "um estar em silêncio à dois". O amor é quando alguém te dá uma semente quando você está limpando um jardim que murchou. E intimidade nada é mais é que pequenas confissões à dois, como "está chato esse dia mesmo com você do meu lado", ou quem sabe admitir "quero muito pegar você"... Pode ser aquele puxão de orelha que te tire da rotina (e se não, do sério), ou aquela hora que ele te vira de cabeça pra baixo só pra sair do tédio. E por fim, deitar, encara-lo bem, e ver em seus olhos que não há nenhuma razão para duvidar de que tudo ali é real. Absolutamente real.

Eu tinha um coração um pouco medroso e desastrado, daqueles que choram demais, que dizem coisas sem sentido. Mas às vezes eu acho que na verdade ele só estava esperando por alguém realmente especial. Alguém que eu nem sabia se ia mesmo chegar. Eu às vezes chego a acreditar que não há mais espaço dentro de mim para aquela garota à flor da pele. Porque alguma coisa aqui mudou e muito e me tornou uma mulher, com todas desventuras de ser. Mas essa noite eu sei que sou apenas uma menina, escrevendo e sonhando... Até pensando... Céus, a vida é assustadora.

E cheguei a conclusão de que nada que sempre ouvi fazia sentido, tudo só pareceu ter sentido quando finalmente passei a sentir por mim mesma. Então eu entendi que certas coisas nós não podemos explicar. Nessas horas, resta-nos só admitir a verdade, e ninguém acreditará, então não há o que questionar. Essas verdades me são compreendidas quando sua história se mistura com a minha... Quando entra em meu texto sem pedir licença. Temos segredos escondidos entre nossos cincos sentidos, que juntos são 10. Duas histórias bonitas, entre abraços longos e beijos vagarosos. 

E meu susto desfaz-se rapidamente em um laço, em um colo... No abraço: o único aperto que a gente deveria passar pela vida. Eu apenas penso que intimidade é admitir isso. É mostrar-se quem é, encontra-se com quem foi, e olhar para quem ainda seremos... E mesmo assim continuarmos aqui. Dia a dia, lado a lado. Dentro um do outro.

11 de abril de 2016


Certo momento em minha vida, eu tracei cada passo que daria, ao longo dos anos que tinha pela frente. Eram planos e metas que me trariam ao lugar certo e que sempre desejei. Quando eu olho para trás eu penso... Tudo parecia tão fácil... Mas acontece que tudo deu extremamente errado, quando menos esperei por isso. Onde foi que perdi o mapa dos caminhos... Aquelas horas que julguei serem as certas?

Encontrar-te foi a unica coisa que nunca planejei. E que grande surpresa! Parece que alguém tinha planejado isso para mim. Você era aquela carta que Deus tinha escondida na manga. Talvez ele já soubesse mais do que eu mesma, o que eu queria. Ou foi um detalhe que ele pode ter esquecido de me contar, pra eu não te esperar tanto e acabar estragando tudo... Como acabei fazendo com todo o resto.

Sei que você pode querer negar que tenha sido minha culpa. Mas foi sim você que me fez acreditar o contrário. Quando te amei pela primeira vez eu entendi que o amor pouco tem a ver com quem a gente ama, e tem muito a ver com nós mesmos. Você me fez encontrar dentro de mim um sentimento que eu nem acreditava que existia. Você foi paz, foi calma, foi confiar não no destino, mas confiar no dia que nasce, a cada manhã.

E então eu confesso que amei cada detalhe seu desde aquela vez que você sorriu e disse para que eu me sentisse à vontade ao seu lado. Tudo que sempre fiz desde então foi confiar em você e no que tinha pra ser. Recebi de volta, não tudo que o dinheiro pode comprar, eu recebi como um presente o tempo mais leve em meus ombros, a força de um carinho que transcende o tempo e o lugar, enfim... Eu recebi o meu coração no seu, meus olhos nos seus, e uma companhia sem pressa de viver o eterno.

E então eu cheguei a conclusão de que nada importava tanto, por pura paixão à ponto de nos deixarmos bobos, à ponto de bagunçar o que nós chamamos de prioridades. Eu era só uma vida. E de repente descobri um amor para chamar todos os dias. Descobri que surpresas colorem nossos dias... E sequer teria tanto sentido se não fossem as dificuldades nos fortalecendo a cada dia. E no final sei que não teria tanta graça se eu não o tivesse ao meu lado.